Opção alternativa a carros e transportes coletivos, as bicicletas marcam presença na UnB

Frequentadores da Universidade de Brasília optam por usar bikes no campus pela rapidez e facilidade proporcionadas, mas também correm riscos

Por Camila Beatriz e Cristina Kos 

Carro, ônibus e metrô não são as únicas formas de chegar aos campi da Universidade de Brasília (UnB). A bicicleta é uma opção de transporte alternativo que não causa poluição, gera baixos gastos, evita trânsitos, é um hábito saudável e pode ser até bem mais prática do que outros meios. Pelo menos é o que ressalta a estudante de Publicidade e Propaganda Isabela Castelo Branco, 21 anos, o aluno de Ciências Biológicas Daniel Daldegan, 21, e o doutorando de Ciências Médicas Fernando Augusto Sá, 27. Por outro lado, as bicicletas mais baratas no mercado custam cerca de R$ 250 e por isso são alvo de roubos. Foi o que aconteceu com o doutorando, vítima de furto de bicicleta na segunda-feira (2).

Às 9h do dia 2 de outubro, o Campus Online conversou com Fernando Augusto Sá, que afirmou nunca ter perdido a bicicleta para assaltantes. Às 16h45 do mesmo dia, o doutorando informou à equipe de repórteres que havia sido furtado. “Foi só dizer que nunca tinha acontecido algo, que levaram minha bicicleta.” O estudante explica que costuma parar o veículo em um bicicletário da entrada da Faculdade de Saúde. “Esse ancoradouro de bicicletas fica na cara dos seguranças da recepção, mas levaram.” Sá especula que tenham arrebentado a corda de segurança para levar a bicicleta mais cedo, por volta das 12h.

Alberto de Faria, Secretário de Infraestrutura da UnB, contou ao Campus Online que não existem políticas de segurança da universidade voltadas especificamente para os veículos alternativos. “A universidade tem um modelo de bicicletário que é para o ciclista deixar a bicicleta dele e guardar com algum cadeado, e esses bicicletários ficam sempre próximos às entradas dos prédios e relativamente próximos de pontos visuais que a nossa segurança tem acesso, mas não há uma vigilância direta sobre esses bicicletários.”

Você viu a bike do Fernando por aí? Avise o Campus Online! A bicicleta furtada é uma Caloi Strada azul e branca. (Foto: Arquivo pessoal/Fernando Augusto Sá). #PraCegoVer: uma bicicleta de cores azul, branco e preto encostada em uma parede.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *